Nunca é tarde para começar

Quem não quer chegar aos 50, 60, 70 anos, com a mesma disposição dos 20? Ou simplesmente com independência para realizar as atividades da vida diária com mais segurança, harmonia e vigor?

É por causa dessas e outras questões que a idade média da nossa população aumentou, tendo um avanço em todos os aspectos, até mesmo na forma de classificar esta fase, antigamente chamada de “Os Idosos”, depois  “Terceira Idade” e agora “Melhor Idade”. Não importa a fase e nem o nome que estão dando, o importante é levar uma vida mais saudável, com acompanhamento médico, nutricional e estar dentro de um programa de atividade física.

É um período em que já ocorreram várias mudanças, entre elas, no nível hormonal, composição óssea e no percentual da massa magra (músculo), por outro lado, já foram conquistados quase todos os desejos e a independência necessária. O que não podemos esquecer é que se neste período não foi destinado nenhum tempinho por semana para praticar algum esporte ou um simples programa de atividade física, isso não é motivo para desanimar, ainda há tempo para correr atrás do prejuízo.

Podemos começar com o acompanhamento do seu médico, com todos os exames necessários, próximo passo é um acompanhamento nutricional e de um profissional de Educação Física especializado.

O mais importante é que nas estratégias adotadas nos treinamentos, esteja sempre presente o trabalho que envolva o ganho de flexibilidade, fortalecimento da região do “core” (tronco e abdômen), equilíbrio, agilidade, coordenação motora, percepção de espaço e tempo, trabalhos que desafiem o sistema nervoso central, o sistema sensório motor e estimule o raciocínio, proporcionando assim um corpo mais inteligente, e protegido principalmente de possíveis quedas.

Não importa se é em uma academia, no parque ou no seu clube, o importante é praticar algum tipo de atividade física, que lhe agrade e que tenha uma freqüência semanal.

Pensando em todos estes estímulos é que não podemos ficar somente nos trabalhos tradicionais, onde estão envolvidos todos com características cardiovasculares (só esteira) e fortalecimento muscular (só os aparelhos de musculação), mas que o fortalecimento muscular não seja feito somente de forma localizada, e sim com exercícios integrados e com pesos livres, utilizando assim o corpo todo.

Não diga que já acabou que não dá mais tempo, não venha com a velha desculpa que “Ah! Já estou velha demais para começar”, nada disso, ainda tem os netinhos para brincar, os filhos para aconselhar e as amigas novas e antigas para aproveitar.

Nunca é tarde para começar!

Acredite em tudo que você pode fazer!

Rodrigo Assi
Personal Trainer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *