Como preparar a arquitetura da sua academia para as aulas online

por Patricia Totaro

Uma das tendências levantadas na pós-quarentena pelos especialistas em comportamento do consumidor é a compra online. No nosso mercado de academias vimos muito isso, já que com os espaços físicos fechados, as aulas se tornaram virtuais.

Meses depois, não há por que não mesclar aulas presenciais com online, gravadas ou ao vivo. Algumas das vantagens são:

  • Atende a clientes que ainda não se sentem confortáveis em voltar para o presencial;
  • Seu ticket médio pode aumentar se essas aulas forem cobradas a parte;
  • Pode ajudar nas vendas se essas aulas forem usadas como diferencial.

Por outro lado, quando você passa a cobrar por essas aulas, elas precisam ser o mais profissional possível. O primeiro passo para essa profissionalização é transformar a sua sala de aulas coletivas em um ambiente que também possa ser filmado.

Você deve preparar a arquitetura da sua academia pensando nestes três momentos:

  • Aulas coletivas presenciais sem filmagem: nesse caso, o professor fica na frente de um espelho, por isso, a iluminação não deve ser tão forte, mas sim envolvente, em sancas com fitas de LED distribuídas no forro ou atrás do espelho. É sempre muito importante ter a possibilidade de criar diversos cenários com a luz, para incentivar diversos tipos de aulas.
  • Aulas gravadas: nesse tipo, o professor fica na frente de uma parede com o logo da academia à mostra. A iluminação deve ficar direcionada para o professor e ser forte o suficiente para proporcionar uma boa filmagem, podendo ou não ter alguns pontos de luz colorida, como spots virados para a parede para ajudar a criar um ambiente estimulante, porém sem colocar cor no professor.
  • Aulas presenciais transmitidas online: com o professor em uma parede que identifique a academia, os alunos devem ficar preferencialmente virados de costas para o espelho – se deixá-los de lado, eles vão tentar virar a cabeça para se olhar sempre.

Outro ponto de atenção é a questão da acústica: ao menos uma das paredes e o forro precisam ter algum material que absorva o som para evitar o efeito de eco nas gravações.

Depois, claro, vale investir em câmeras e microfones mais profissionais, dependendo do seu modelo de negócio.

Hora de mudanças! Fique sempre à frente pensando na arquitetura e bom projeto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *